Primeiros Passos

Primeiros Passos

Respeito dá o tom, programa de igualdade racial da Aegea, começou a se tornar realidade em julho de 2017. A criação de comitês formados por funcionários de áreas distintas da empresa foi o ponto de partida. Negros e não negros, todos comprometidos com a defesa da equidade, do respeito e da diversidade, reuniram-se para estabeler um plano de ação. A partir da unidade escolhida como piloto, Águas Guariroba, de Campo Grande-MS, o programa expandiu-se para todas as demais unidades do grupo Aegea.

A esse comitê coube planejar as ações inaugurais do projeto com base numa premissa óbvia, mas nem sempre obedecida no mundo moderno: mais que estatísticas, gráficos, planilhas e softwares, para entender de desigualdade, preconceito, discriminação e racismo é preciso ouvir, em primeiro lugar, quem sente a exclusão na própria pele, diretamente ou pelos laços familiares e afetivos que os une à causa.

O programa teve como primeiros passos:

  • A interlocução com órgãos oficiais de defesa do negro, tanto em âmbito municipal como estadual, para obter informações, orientação e trocar experiências sobre o tema. Entre eles, o Conselho Estadual de Direitos do Negro (CEDINE), Secretaria de Estado de Direitos Humanos, e a Sub-Secretaria de Assuntos da Mulher;
  • Rodas de Conversas, reunindo funcionários e gestores, foram estimuladas para conhecer melhor e debater assuntos relativos à equidade racial, a partir de fatores que ainda impactam nossa atualidade, como: profissionais que a história escondeu (apresentação histórica e relatos de profissionais da área), racismo institucional, autodeclaração, identificação, a inserção da mulher negra no mercado de trabalho;
  • Ampliação de tempo e divulgação ainda mais intensificada da abertura de processos de recrutamento e seleção, propiciando maiores oportunidades a candidatos de todas as raças e gêneros. É fato que, muitas vezes, profissionais negros e pardos sequer chegam a ter acesso à divulgação sobre vagas de trabalho, por isso é fundamental firmar parcerias com instituições que tenham presença permanente junto à comunidade negra e nos ajude a transpor essas barreiras.

Vencida a etapa inicial, onde foram definidas diretrizes e estratégias de implantação do programa Respeito dá o tom, formaram-se os comitês regionas para expandir a iniciativa por todas as unidades da Aegea.

Oficialmente lançado no dia 26 de setembro de 2017, com evento institucional em Campo Grande-MS, o programa Respeito dá o tom prevê ações específicas nas mais diversas frentes, sendo a principal delas o Censo, que apontará, de imediato, o real número de profissionais negros e pardos autodeclarados no quadro de funcionários da empresa. Para eles e com eles a Aegea trabalhará com determinação no combate às desigualdades e o preconceito racial, buscando oferecer oportunidades iguais e um ambiente de trabalho com respeito e dignidade para todos os seus funcionários.